terça-feira, 24 de maio de 2011

Quando a insanidade se faz presente...

     Junto palavras, versos sem rimas, pinto um céu colorido ou coisa qualquer que me faça sentir livre, viajo em uma melodia recém-nascida e... Escapo da tortura que é o sofá posicionado em frente àquelas pessoas presas aos atuais acontecimentos. Uma dose de Arte para purificar a alma impregnada de trágicas realidades que se repetem e continuam impressionando!
    O Zé passa a tarde no sofá enquanto eu leio Osho e escuto Fernanda Takai cantando alto no meu ouvido...
    Depois- quando a insanidade se faz presente- o rótulo de louco quem leva é quem vive os dias em paz!
[pernas+pro+ar_.jpg]
[Laiana Vieira]

5 comentários:

Nanda disse...

Depois de uma noite insana, vim aqui te ler e tu fala sobre a insanidade!!

Amei!!

AnaCamila disse...

Que doçura, que blog amadurecido...
adorei..
Beijos =*

Priscilla Cavazzotto disse...

Que lindo!
Beijos meus e uma boa semana pra ti!

Felipe Siva disse...

Curti muito seu texto... Parabéns...beijos

Letra e crítica disse...

É um insano jeito de vivenciar a realidade, se refugiando na arte.
Parabéns, lindos versos...