domingo, 6 de dezembro de 2009

Certa vez eu aprendi...

Certa vez, eu, querendo seguir a um pensamento arcaico que nem sei como surgiu, disse: "a esperança é a última que morre". E ela me falou que não. Disse que quem morre somos nós, a esperança permanece.
Certa vez eu disse que tinha medo de amar. E ela me contou que não teria graça viver sem o amor. E se tivermos que correr riscos para sermos felizes, façamos sem pensar nas consequências!
Certa vez, tive medo de falar tristes verdades para não magoar ninguém. E ela me mostrou que eu devo falar tudo o que sinto para não magoar a mim mesma. E que, triste ou não, a verdade deve ser dita antes que seja tarde.


Hoje eu posso dizer que tive esperança nos momentos mais difíceis.
Posso dizer que amei e que amo, amo muito.
Posso dizer que ela estava certa, se eu não tivesse dito a verdade naquela oportunidade, talvez, eu não estivesse escrevendo estas palavras agora.
Agradeço a Deus por ter você comigo depois de tantos anos. Agradeço a você, minha amiga, por me ensinar como crescer.

[Laiana Vieira]

2 comentários:

Aline disse...

Obrigada amiga!
É o mínimo que posso dizer...Sei do teu amor por mim isso não é novidade,mas mesmo assim é inevitável não se emocionar.Fico tão feliz de saber que vc aprendi comigo srsrs e eu contigo?nem se fala...Acho que vc nem faz idéia do quando vc é importante na minha vida Eu te Amo tanto que tanto amor quase não cabe no meu coraçãozinho srsrs!
Te amo muito minha irmã amiga!
Quase idênticas kkkk!
e só para não perder o costume:bjs coisa maravilhosa,linda e preciosa da minha vida!

J.B disse...

nossa, como aprendeu bem, tornou-se uma grande mulher, a vida ensina de um jeito ou d eoutro, se não com quedas e tropeços (rs) com pessoas que passam em nossas vidas e deixam certos ensinamentos! lindo isso heim? rs... beijos