terça-feira, 11 de agosto de 2009

Quem sabe de outras vidas




"Agora ela se senta na carteira ao lado,

Aquela do cabelo enrolado...

De tão gentil, foi de mansinho

Escrevendo-me palavras de carinho...



Em três dias acabamos criando uma amizade de infância;

E escrevo assim, com “palavras de criança”

Para comparar com o nosso contato;

Tão simples, tão doce, tão raro...



Será mesmo que nos conhecemos nessas últimas vindas e idas?...



Quem sabe de outras vidas..."

(Laiana Vieira)

Um comentário:

Decca disse...

Ela sou eu!!! rs Sou eu quem senta ao lado, quem quase sempre chega antes e guarda o lugar porque se eu não ficar ao lado dela, a aula fica chata.
Sento perto porque assim como eu já disse, adoro essa coisa boa que me passa.
Ai minha flor, que lindo!
Eu sou fã de seus escritos e fico emocionada em saber que essas palavras tão verdadeiras foram escritas para mim.
Te amo viu?!
E vou tá sempre do lado, ao lado... Sempre perto! Mesmo que eu esteja longe!!!
Luz pra ti!!!